postando em 8 de maio de 2017

Já notou quantas pessoas entram e saem da sua vida todos os dias? Parou pra pensar em como trata todas elas? As vezes não percebemos mas nossas palavras têm poder e isso pode alegrar ou entristecer alguém. O que nos tornamos hoje pode ser influência direta do que ouvimos quando criança, concorda? Esse é o tema do filme Waiting for ForeverEsperar para sempre – que está disponível lá no Netflix.

Quando era adolescente me apaixonei por um rapaz do 2º ano, ele era meu vizinho – morava na frente de casa – e as vezes era impossível não pensar nele já que o via todos os dias. Sabe aquela história do primeiro amor? Ele passeava comigo de bicicleta, trocávamos músicas e muitas vezes apenas sentávamos na calçada e ficávamos conversando. Cheguei a desejar que esses dias nunca acabassem…

Waiting for Forever

Hoje, alguns anos depois percebo que já não há características daquela menina apaixonada da adolescência, ou o que restou dela está bem escondido devido a tantas coisas que aconteceram ao longo do caminho. Quando fecho meus olhos desejo novamente ser aquela garota que imaginava um mundo cor de rosa – ou azul que é minha cor favorita.

Aquele cara? Se mudou. E eu? Cresci. Mas há pessoas como Will que guardam esse amor por toda a vida e nutrem a esperança de ficar ao lado da pessoa que ama. Quando criança Emma era sua melhor amiga, brincavam no parque, estudavam junto, dividiam segredos, tinham até uma casinha na árvore  Até que aconteceu um acidente com os pais de Will e a vida de ambos muda.

Waiting for Forever

Will vai morar com os tios em outra cidade e percebe que poderá nunca mais ver Emma novamente. Mas devido a algo que Emma sussurra em seu ouvido ele nutre a esperança de que sempre estarão juntos. Logo no início trocam cartas, Will vem visitá-la nas férias, mas Emma cresce, muda de cidade para estudar, muda de novo por causa do trabalho e aquela menina que Will conheceu quando criança deixa de existir.

Ela se sente sufocada pelas exigências da vida adulta, o programa em que trabalha acabou de ser cancelado – se acha um fracasso como atriz, seu namorado quer que se casem e acabou de receber a notícia que seu pai está muito doente – realmente não é um bom período na sua vida. Com tudo isso acontecendo ela decide voltar à cidadezinha onde cresceu. Will fica sabendo disso pelo seu melhor amigo e também decide voltar.

Waiting for Forever

Ele é um artista de rua e para voltar tem um jeitinho todo especial: pedir carona. Já nos primeiros minutos do filme você se emociona quando Will conta sua história de amor ao casal que para pra ele na estrada. O jeito dele contar é tão sensível, impossível não querer fazer parte dessa história.

Você já se mudou de cidade e voltou pra visitá-la muito tempo depois? É comum olhar o que mudou, se a cidade cresceu, se os amiguinhos da escola ainda moram por perto, lembrar das brincadeiras de infância… Sempre que viajo para o Paraná isso acontece, é inevitável não lembrar de quando subia nas árvores e brincava na rua até escurecer.

Will faz a mesma coisa, lembra de todos os momentos ao lado de Emma e fica ansioso por vê-la novamente. Porém… ela está comprometida =/ Ele não consegue abrir seu coração quando se reencontram, mas eles revivendo a antiga amizade no parque, passeando pelas ruas, é como se Will precisa reconquistar sua confiança.

Waiting for Forever

Por mais que o tempo tenha passado os sentimentos estão lá guardadinhos no peito. O que mais chama a atenção é a maneira com que Will tem paciência até Emma estar pronta e sem medo. As vezes a vida nos afasta de pessoas que amamos, mas esse amor não precisa ser esquecido ou apagado. Quando menos esperamos ele vem à tona.

A história é sobre família, amizade, amores, sobre sentimentos sinceros que nutrimos por pessoas que fazem a nossa vida mais feliz, que torna nossos dias mais coloridos. Para aqueles que pensam que é um romance clichê lamento informar não é. Ele surpreende pelas voltas que dá e final imprevisível – pelo menos eu não esperava rs.

Você termina de assistir e sente seu coração tão quente, tão cheio de amor, cheio de recordações, de lembranças de uma outra vida em que sua única preocupação era comer todo o jantar e tirar boas notas ou então brincar sem se machucar rs A fotografia do filme nos remete muito aos anos 80, acredito que esse foi o principal fator que me conquistou. O enredo se desenvolve entre a infância de Will e os dias atuais, porém as imagens dos dois tempos são incríveis. Quem ama fotografia assim como eu vai amar 

Waiting for Forever

Outro detalhe do filme é a participação da nossa eterna “Summer Roberts” da série The O.C., sim a namoradinha do Seth. A atuação dela é carregada de sentimentos, dramas psicológicos e algo que me identifiquei bastante: saudades da infância. Será que somos hoje o que desejamos quando crianças? Será que estamos fazendo o melhor que podemos? Será que somos felizes de verdade ou se pudéssemos mudaríamos tudo?

Assista o trailer

 Melhores quotes

                                   “Já tenho memórias suas que durarão para sempre…”   (Will)

Se eu tivesse um desejo, seria de que a sua vida desse a você o gosto da alegria que você me deu.” (Will)

      “Você lembra… que éramos felizes?”  (Will)

Pelo post é possível perceber o quanto vale a pena, concordam? Você já assistiu? Indica também? Espero que tenham gostado do post de hoje! 🙂

Um abraço
Érika

Acompanhe também nas redes sociais:
Facebook  Instagram  Twitter  Flickr  G+

Filmes para assistir no Netflix: Waiting for Forever (2011)

Érika Monteiro
Post escrito por Érika Monteiro

Estudante de Administração, fotógrafa nas horas vagas. Tem como hobby assistir séries, filmes, ir ao cinema e ouvir música sertaneja. Tem um amor incondicional por flores.
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...